Novo CT aguarda definição da FIFA e somente a FFER tem informações oficiais
13/07 11:30

Novo CT aguarda definição da FIFA e somente a FFER tem informações oficiais

A retomada do processo para a construção do Centro de Treinamento em Porto Velho, através do Fundo do Legado da Copa do Mundo de 2014 no Brasil, ainda é aguardada com grande expectativa pela Federação de Futebol do Estado de Rondônia (FFER). Toda a área já foi inspecionada por membros da Federação Internacional de Futebol (FIFA) e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).  O entrave é de ordem política por parte da FIFA, mas os contatos são mantidos constantemente pelo presidente da FFER, Heitor Costa, que busca solução para o fim do imbróglio.

“Tenho mantido contínua comunicação com a CBF, que nos informou que está trabalhando junto à FIFA as soluções para a continuidade de todos os projetos previstos para o legado da Copa. Acho que em breve podemos ter novidades em relação ao assunto. Quando tivermos esse espaço disponível, o objetivo é usá-lo para o fomento do futebol de nosso Estado em todas as suas modalidades”, disse o convicto presidente da FFER.

Somente a Federação de Futebol do Estado de Rondônia detém autonomia para relatar sobre a questão do Centro de Treinamento, ou seja, a entidade recebe diretamente as instruções tanto da FIFA quando da CBF. Tal fato coloca por terra qualquer informação que seja dada por outros órgãos ou entidades, a exemplo da publicação de uma matéria jornalística publicada em um site de notícias, colocando o titular da Superintendência da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel) como porta-voz sobre o Centro de Treinamento da FIFA. Na entrevista, o superintendente chega a declarar que em momento algum foi consultado sobre a construção do CT. Na verdade, esse empreendimento é exclusivamente tratado entre as três entidades oficiais do futebol (FIFA, CBF e FFER), ou seja, há um ledo engano sobre a procura da Sejucel para qualquer tipo de informação sobre o Centro de Treinamento.

Nesse caso, a Sejucel não possui propriedade para discutir sobre o assunto. Vale ressaltar que os passos iniciais foram dados com a aquisição do terreno e com as autorizações ambientais providenciadas para que não ocorram complicações para o início das obras.

 



Autor: Paulo Ricardo


Últimas